Cidades

Em meio à pandemia da Covid-19, saúde pede também cuidados com a dengue

Em meio à situação complicada causada pela pandemia da Covid-19, a população de São Miguel do Iguaçu também precisa manter o alerta ligado e tomar todos os cuidados com o mosquito Aedes aegypti – transmissor da dengue, zika e chikungunya. Boletim da dengue desta semana aponta que o município já registrou no ano epidemiológico 146 notificações da doença, sendo que destas, 8 foram casos confirmados, 135 descartados e 3 casos estão em investigação.

A dengue mata e caso haja contaminação por dengue e Coronavírus, o estado de saúde do paciente pode ser ainda mais grave, com risco maior de morte. Há também o problema de falta de leitos na região, o que pode impedir o internamento em caso de necessidade.

Por isso, o município pede que a população tome todos os cuidados, eliminando possíveis focos de criadouros do mosquito, não deixando água parada em nenhum recipiente, mantendo limpos lotes e ambientes internos.

As equipes da Saúde de São Miguel do Iguaçu estão fazendo visitas nas residências e também monitorando as localidades onde foram notificados casos, realizando o trabalho de bloqueio onde é necessário.