Cidades

Alécio retorna às atividades na presidência da Câmara após afastamento médico

O presidente da Câmara Municipal, vereador Alécio Espínola (PSC), retornou na sexta-feira (07) às suas atividades à frente do Poder Legislativo. O parlamentar cumpriu 30 dias de afastamento por indicação médica, para repousar e recuperar-se de uma crise de ansiedade, período em que foi substituído na presidência por Romulo Quintino (PSC). Durante sua ausência sua vaga de vereador foi ocupada pelo suplente Misael Junior (PSC).

Na volta, Alécio foi recepcionado no saguão da Câmara por um café da manhã, do qual participaram vereadores, assessores, servidores efetivos e comissionados, familiares, empresários e até o amigo e prefeito Leonaldo Paranhos (PSC). “Voltei ao trabalho muito feliz por ter encontrado essa recepção dos servidores da Casa, dos assessores e vereadores, do prefeito Paranhos, do empresário Nelsinho Padovani e vários amigos. Realmente me deixou emocionado e mostra também o compromisso que nós temos com nossa cidade”, disse o presidente.

Alécio revelou que recebeu a recomendação de ficar 60 dias fora do Legislativo, mas que entrou num acordo com seu médico Lísias Tomé de voltar agora, mas tomando cuidados, buscando cumprir uma agenda “mais leve” e priorizando situações que demandem uma ação exclusiva da Presidência. “Nesses próximos 30 dias, então, levarei uma vida mais controlada quanto aos meus compromissos. Mas estou bem, minha ansiedade está controlada, esse início de depressão me preocupou um pouco, porque é algo involuntário, mas tem aqui a minha determinação de vencer os desafios. Sempre fui um homem muito alegre, muito propositivo. E agora vou me cuidar para não trabalhar 15, 16, 17 horas por dia. Volto para o trabalho com cuidado, mas com muita força e muita vontade”, garantiu ele.

O prefeito Leonaldo Paranhos destacou a amizade de longa data com o presidente da Câmara. “Eu e o Alécio temos uma trajetória de muitos anos, de tantas outras batalhas, junto a empresas, em projetos como o Ser Feliz Sem Drogas, como o projeto dele de doação de sangue, e a gente sempre foi sonhando com oportunidades. Hoje estou prefeito, o Alécio está presidente da Câmara, e nós somos duas pessoas simples que conquistaram esses espaços, o que ampliou nossas responsabilidades e obrigações. Por isso estou aqui hoje para lhe dar um abraço”, afirmou Paranhos.

O empresário e ex-vereador Nelsinho Padovani também deu seu depoimento sobre Alécio. “Grande figura pública, um homem responsável, que soube identificar nesse momento de estresse, essa síndrome de ansiedade que toda a população está passando nessa pandemia. A população não imagina o quanto um homem público sofre quando vê o sofrimento da população sem poder ajudar. Fui vereador, estive nessa Casa, e por isso vim dar minha solidariedade a esse vereador e grande líder Alécio Espínola”, disse ele.

 

(Assessoria/ Câmara Municipal de Cascavel)