Cidades

Alécio Espínola propõe melhorias no Trânsito em indicações para a Transitar

Após receber pedidos de moradores de vários bairros da cidade, o presidente da Câmara, vereador Alécio Espínola (PSC) protocolou Indicações que serão encaminhadas para a Autarquia Municipal de Mobilidade, Trânsito e Cidadania – TRANSITAR ou para a Secretaria de Obras.

Através da Indicação 506/2021, direcionada para a Secretaria de Obras e Serviços Públicos, o vereador pede que seja realizado o recape nas Ruas José Caldart, Luiz Liberali, Mascarenhas de Morais, Heitor França, Doutor Flausino Mendes, todas na região entre a Rua da Lapa e a Rua Cuiabá, no Bairro Maria Luiza. “Com o grande fluxo de veículos, caminhões carregados, ônibus - já que tem uma garagem de empresa particular nos arredores – há um grande desgaste nas vias e os moradores reclamam dos buracos no asfalto”, explica Alécio.

Na Indicação 507/2021 é solicitada à Transitar um estudo para viabilidade de implantação de um semáforo, ou similar, na esquina das Ruas Ponta Grossa com a Rua Domiciano Theobaldo Bresolin, no bairro São Cristóvão, ao lado do Hospital de Retaguarda, para garantir a segurança dos pedestres e evitar acidentes.

Pela Indicação 509/2021, Alécio Espínola pede à presidente da Transitar, Simoni Soares, a readequação nas calçadas e na sinalização da esquina da Rua José Bonifácio com a Avenida Piquiri no Bairro São Cristóvão. Segundo ele, “a solicitação se faz necessária principalmente pelo fluxo de veículos e pedestres ser intenso nos horários de pico”. Os moradores reclamam que recentemente foram realizadas novas obras e nova sinalização e o espaço da via que acessa a Avenida Piquiri foi diminuído e a calçada ampliada, dificultando o trânsito. Além disso, a placa de "PARE" não está no lugar adequado.

Alécio solicita pela Indicação 510/2021 que sejam implantadas placas de sinalização em pontos estratégicos das ciclovias da Avenida Brasil e Avenida Tancredo Neves. “Nos últimos dias têm ocorrido diversos acidentes com ciclistas que utilizam as ciclovias ao longo do perímetro urbano resultantes de pedestres que invadem este local, principalmente após as 18 horas”.

 

(Câmara Municipal de Cascavel)