Variedades

PCPR prende suspeitos de golpes imobiliários que já somam prejuízos de R$ 2,5 milhões

A Polícia Civil do Paraná (PCPR) prendeu quatro integrantes de uma organização criminosa que aplicava golpes utilizando uma incorporadora de fachada, em Curitiba. A ação aconteceu na manhã desta segunda-feira (7). Um homem também foi autuado em flagrante por posse de arma de fogo.

Durante as investigações, foram identificadas e ouvidas oito vítimas. O prejuízo verificado até o momento é de R$ 2,5 milhões. A PCPR estima que há, ao menos, 30 vítimas e que o prejuízo total causado pela organização criminosa é de mais de R$ 6 milhões.  Algumas das vítimas já identificadas haviam contratado serviços com obras que deveriam ter sido entregues há um ano, pagando valores expressivos. 

Os suspeitos usavam uma empresa de fachada para venda de imóveis na planta, construções ou reformas de casas. A maioria dos empreendimentos nunca foi nem iniciada. Os que tiveram início não foram finalizados. Além de retirar o máximo de dinheiro das vítimas, o grupo criminoso não dava retorno nenhum sobre os empreendimentos.

Além dos mandados de prisão, os policiais civis também cumpriram quatro ordens de busca e apreensão. A operação ocorreu nos bairros Centro Cívico, Seminário e Uberaba, além do município de Fazenda Rio Grande, na Região Metropolitana de Curitiba. 

Nas buscas foram apreendidos documentos, computadores, celulares, dois veículos e uma arma de fogo. Os indivíduos devem responder pelos crimes de organização criminosa e estelionato.