Turismo

Cinco lugares de beleza extraordinária no Japão para inspirar uma futura viagem

Muito além das grandes cidades que esbanjam modernidade e tradição, como Tóquio, Quioto e Osaka, e que são destinos muito procurados por turistas de todo o mundo, o Japão reserva em seu interior muitas belezas que valem ser exploradas. O arquipélago, que possui as quatro estações do ano bem marcadas e é formado por inúmeras cadeias montanhosas e incontáveis praias, guarda paisagens incríveis em qualquer época do ano. Locais especiais que refletem a beleza natural do país e garantem fotos excepcionais.

Para inspirar futuras viagens ao Japão, a Organização Nacional do Turismo Japonês (JNTO) apresenta cico locais incríveis para incluir no itinerário da viagem.

 

O espelho do céu de Biei

 

Em Hokkaido, perto da cidade de Biei, está localizada a Lagoa Azul de Biei. Criada com objetivo de preservar o meio ambiente, faz parte de um sistema de controle de erosão, projetado para evitar possíveis danos à cidade causados pela lama do vizinho Monte Tokachi, localizado no Parque Nacional Daisetsuzan. A cor da lagoa varia em tons de azul turquesa, esmeralda e cobalto, dependendo da estação do ano, dos ventos, das nuvens e da chuva e é resultado de uma mistura de minerais naturais. O lago possui árvores em suas margens - larícios e vidoeiros prateados. É um lugar que garante belíssimas fotos durante o dia, em qualquer estação do ano. Porém, no inverno, o local fica ainda mais especial pois recebe iluminação durante a noite.

Para chegar, há excursões através das agências de turismo que saem da Estação Sapporo, em Hokkaido.

 

Campos de arroz que refletem as cores da natureza

 

Um dos principais alimentos da culinária japonesa, o arroz, tem em seu cultivo um espetáculo à parte. Por todo o arquipélago é possível visitar plantações irrigadas de arroz, que refletem em suas lâminas d’água o céu e a natureza do entorno. Um dos locais com os arrozais mais bonitos do Japão se encontra em Tokamachi, no sul da província de Niigata. As plantações prometem belíssimas fotografias e cenas coloridas que variam de acordo com a estação do ano. Há 11 terraços de arroz em Tokamachi, sendo Hoshitoge o mais famoso deles. Os melhores horários para visitar os arrozais são no nascer ou no pôr do sol. O acesso pode ser feito apenas de carro. Há locadoras de automóveis perto da Estação Tokamachi.

 

Uma vista que resume a geografia do Japão

 

No topo do Monte Nokogiri, na província de Chiba, está o mirante Jigoku Nozoki, que significa Vista do Inferno. O local para observação está em cima de uma pedra que sai do topo da montanha e exibe uma vista panorâmica em que é possível ver toda a baía de Tóquio, o Oceano Pacífico e a Península de Boso, ao sul da província. Ao olhar para baixo, da ponta do mirante, que é o mais alto de Chiba, há um grande cânion. O Monte Nokogiri é uma montanha relativamente baixa e a caminhada até a Vista do Inferno não é difícil, mas há também a opção de subir de bondinho. Chegar ao monte é fácil, o acesso a ele está localizado próximo à Estação Hama-Kanaya, a 90 minutos de Tóquio de trem.

 

Uma praia que reflete o céu

 

Na província de Kagawa, a cidade litorânea de Mitoyo reserva uma bela surpresa: a praia de Chichibugahama. O local é muito popular entre os amantes da fotografia, pois na maré baixa, quando o mar recua, a água se acumula em poças rasas, formando espelhos d’água que refletem o céu. O fenômeno acontece ao anoitecer, quando os raios do sol batem horizontalmente na água, proporcionando um cenário fantástico para fotos. Caminhar pelo local dá a impressão de caminhar no céu. A praia tem fácil acesso de transporte público e também oferece estacionamento para os visitantes.

 

Um desfiladeiro vulcânico profundo com cachoeiras

 

Na cidade de Takachiho, na província de Miyazaki, se encontra o Desfiladeiro de Takachiho. Formado por uma junção colunar, resultante do resfriamento rápido de um antigo fluxo de lava, o vão profundo apresenta, além de uma paisagem estonteante formada de pedras com árvores incrustadas, as quedas d’água das Cataratas de Manai. É possível fotografar o lugar a partir de um barco, que faz o passeio pelas águas que cortam o desfiladeiro, ou de uma plataforma de observação de madeira bem no alto das rochas. As melhores estações para visitar o local são a primavera, o verão ou o outono, pois as folhagens estão coloridas e formam a moldura perfeita para as fotografias. Para chegar ao local, a partir de Kumamoto e Miyazaki, saem ônibus para a região de Takachiho.

 

Informações sobre viagens

 

Devido à pandemia, as restrições de viagem estão mudando continuamente e se adaptarão conforme a situação evolui globalmente. A JNTO recomenda visitar seu site para obter as últimas notícias sobre o Japão e as restrições de viagens relacionadas à Covid-19. Acesse: https://www.japan.travel/en/coronavirus/

 

Sobre a JNTO

A Organização Nacional do Turismo Japonês (JNTO) é um órgão governamental japonês com escritórios em 22 cidades ao redor do mundo. A organização está envolvida em uma ampla variedade de atividades para incentivar turistas internacionais de todo o mundo a visitar o Japão. A JNTO presta consultoria em vendas de pacotes turísticos, sugestões e assistência na criação de itinerários para o Japão, e incentiva associações acadêmicas e industriais a realizar congressos no Japão, além de promovê-lo para as pessoas interessadas. Além disso, publica regularmente estatísticas de turismo e relatórios de mercado.