Destaque

Governo do Estado apresenta Cartão Futuro em Cascavel

As secretarias estaduais da Justiça, Família e Trabalho; da Educação e do Esporte; e a Casa Civil estabeleceram uma parceria para abrir oportunidade a estudantes da rede estadual do Paraná aliarem formação técnica, profissional e remuneração mensal sem que precisem deixar o estudo formal. É o Cartão Futuro, um programa do governo do Paraná que incentiva a manutenção e a contratação de jovens aprendizes por empresas paranaenses. 
Pelo programa, o governo paga uma parte do salário de estudantes entre 14 e 21 anos contratados pelas empresas. Com isso, abre as portas para o primeiro emprego e ainda ajuda a combater o abandono escolar. 
O governo do Estado vai disponibilizar R$ 57,8 milhões em subsídios para o programa, sendo R$ 50 milhões do Fundo da Infância e Adolescência (FIA), deliberados pelo Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente (Cedca), e o restante do Fundo Estadual de Combate à Pobreza.
A expectativa é que o Cartão Futuro incentive a contratação de 20 mil aprendizes, preferencialmente em microempresas e empresas de pequeno porte, que não são obrigadas por lei a empregar jovens aprendizes. E que possibilite a manutenção de até 15 mil contratos de trabalho já em andamento.
CORPO A CORPO
O programa está sendo apresentado em escolas, empresas e associações empresariais de todo o Estado. “Estamos fazendo um trabalho de corpo a corpo, com apresentações para o setor empresarial, associações comerciais e industriais e escolas dos municípios”, disse o chefe da Casa Civil, Guto Silva, durante evento em Cascavel, realizado no Auditório do Centro Universitário Univel. “Os funcionários das Agências do Trabalhador estão orientados para fazer contatos com as empresas locais de todos os portes e nosso foco são as regiões de maior vulnerabilidade social. É uma força-tarefa que envolve todo o governo”, acrescentou. 
O secretário estadual da Justiça, Família e Trabalho, Ney Leprevost, destacou a abrangência do programa. “Este é o maior programa no Brasil para o primeiro emprego do jovem aprendiz. Estamos buscando garantir acesso dos paranaenses ao mercado de trabalho”, disse.
“Como as vagas para menor aprendiz exigem que o jovem esteja matriculado, o programa permite que ele possa ajudar no sustento da família, com uma ocupação formal, tenha uma qualificação profissional e ainda continue na escola”, explicou o diretor-geral da Sejuf, Cristiano Ribas. 
MAPEAMENTO
A Secretaria estadual da Educação e do Esporte vai indicar as localidades que apresentam maiores índices de abandono escolar e também com oferta de estudantes no ensino técnico. Através desses dados, servidores das 216 Agências do Trabalhador e Postos Avançados irão às escolas para intermediar as vagas disponibilizadas pelas empresas da região. “Com o Cartão Futuro, vamos ajudar os nossos estudantes a dar os primeiros passos no mercado de trabalho”, afirmou o secretário da Educação e do Esporte, Renato Feder. “Quando a escola abre as portas para o mercado de trabalho, os nossos alunos e alunas têm mais um incentivo para seguir estudando, para continuar aprendendo. E quanto mais alunos estudando, melhor para o nosso Estado”. 
Nas apresentações feitas nas escolas é feito o cadastro dos estudantes da Educação Profissional. 297 escolas localizadas em 167 municípios, de todos os 32 Núcleos Regionais da Educação, ofertam cursos profissionais. 
COMO FUNCIONA
O Estado tem hoje 1,044 milhão de estudantes matriculados em 2.116 escolas nos 399 municípios. A prioridade do programa é atender sobretudo os jovens que estejam em situação de vulnerabilidade social. 
O auxílio financeiro pago pelo governo por meio do Cartão Futuro é de R$ 300,00 e pode chegar a R$ 450,00 para jovens com deficiência, egressos de unidades prisionais, do Sistema de Atendimento Socioeducativo ou que estejam cumprindo medidas socioeducativas. O subsídio é mensal durante o período de até dois anos. Caso o contrato de trabalho já esteja em vigor, o programa irá garantir três meses de forma emergencial, para a manutenção da vaga. 
kits de robótica 
Na oportunidade, o governo fez a entrega de kits de robótica para escolas dos municípios de Corbélia, Capitão Leônidas Marques, Cascavel, Três Barras do Paraná, Ibema e Santa Lúcia.