Noticias

Ciência no dia a dia, como ela pode colaborar? É o tema do Workshop do Núcleo de Inteligência Territorial

A terceira edição do Workshop do Núcleo de Inteligência Territorial (NIT), instituição formada por uma parceria entre a Itaipu Binacional e o Parque Tecnológico Itaipu Brasil (PTI-BR), reúne mais de 180 profissionais de diferentes áreas do conhecimento e pesquisadores de 18 instituições acadêmicas brasileiras. Serão 36 palestras e 84 apresentações de trabalhos ao longo de três dias, de 29 de novembro a 1º de dezembro. O evento acontece de forma híbrida (presencial e on-line).

O objetivo do Workshop é dar visibilidade aos projetos desenvolvidos pelo Núcleo no âmbito da gestão territorial e da garantia da segurança hídrica do reservatório da usina e da região, além de realizar o intercâmbio de conhecimento entre os participantes. Serão abordados assuntos como sensoriamento remoto, ecossistema e biodiversidade, águas subterrâneas, variabilidade climática, saneamento ambiental, saúde pública e educação ambiental.

Durante a cerimônia de abertura do Workshop, nesta segunda-feira (29), as autoridades presentes receberam um documento contendo os resumos das pesquisas submetidos ao evento.

Estavam presentes o diretor de Coordenação da Itaipu, general Luiz Felipe Carbonell; o diretor técnico executivo da Itaipu, Celso Villar Torino; a diretora jurídica, Mariana Favoreto Thiele; Auder Machado Vieira Lisboa, representando o diretor financeiro, almirante Anatalício Risden; e o diretor técnico do PTI-BR, Rafael Deitos; o reitor da Universidade Federal da Integração Latino-Americana (Unila), Gleisson Pereira de Brito, entre outros.

De acordo com o diretor de Coordenação da Itaipu, general Luiz Felipe Carbonell, os resultados apresentados pelo Núcleo desde sua implantação, em agosto de 2018, atendem aos objetivos estratégicos da binacional, especialmente no subsídio de informações relevantes para as áreas técnicas.

“Temos aqui produção de conhecimento e inovação que impressionam. Todos os estudos feitos pelo NIT têm por objetivo a prática, todos saem do papel: começam na teoria, passam pelo processo de pesquisa, cria-se a metodologia e aplica-se na realidade. Um ciclo raro, que funciona”, destacou o diretor.

 

Sobre o Núcleo de Inteligência Territorial

Localizado no Centro de Competência em Inteligência e Gestão Territorial do PTI-BR, o NIT é um espaço técnico-científico formado por colaboradores da Itaipu, do PTI, alunos e pesquisadores, organizado para fornecer suporte a atividades de pesquisa com foco na segurança hídrica, energética e desenvolvimento regional sustentável, contribuindo com os indicadores dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

O gestor do NIT, Olímpio dos Santos Filho, resume: “é pesquisa aplicada que gera resultado no dia a dia da sociedade”.

O Núcleo atua com a geração e análise de dados que, transformados em informações relevantes, tornam-se fundamentais para a tomada de decisão de maneira estratégica e adequada.

Para o diretor técnico do PTI-BR, Rafael Deitos, o NIT contribui significativamente com o propósito do Parque, que é “entregar soluções à sociedade visando bem-estar e riqueza”, detalhou. “Quando você coloca conhecimento, estudo, tecnologia e equipe dedicada, o resultado são entregas excelentes como estas que vocês veem sendo desenvolvidas aqui”, finalizou Deitos.

Representando as universidades parceiras do Núcleo, o reitor da Unila destacou a importância do NIT e do evento para a academia. “Na governança pública fala-se sobre como mensurar a eficiência e eficácia das instituições. E, para nós, um aspecto muito notório é a entrega de valor. Esse evento marca, justamente, o potencial dessas entregas”, enfatizou Gleisson.

Ainda no cenário da ciência e pesquisa, a coordenadora geral do Workshop pela Itaipu, Simone Frederigi Benassi, complementou ressaltando que “o objetivo do Núcleo é a centralização do conhecimento, a fim de desenvolver pesquisas aplicadas ao planejamento e prospecção territorial no âmbito de atuação da Itaipu e PTI”.