Política

Foz do Iguaçu: O titulo de cidadão honorário foi entregue a Juiza de Paz, Nelci Oro

A Câmara Municipal entregou em Sessão Solene nesta segunda-feira, 6 de dezembro, o Título de Cidadã Honorária à Juíza de Paz, Nelci Oro, pelos relevantes serviços prestados ao Município de Foz do Iguaçu. A homenagem atendeu ao Decreto Legislativo nº 2/2021, de autoria do vereador João Morales (DEM).

O presidente do Legislativo, vereador Ney Patrício (PSD), afirmou: “Posso falar com franqueza sobre quem ela é. A cidade deve muito a você. É um reconhecimento de grande relevância, que talvez não traduz tudo que você representa. Me lembro de alguns detalhes. Ela não faz um simples casamento formal, ela abre o coração e quer viver aquilo naquele momento”.

A cerimônia contou com a presença do vice-prefeito, delegado Francisco Sampaio (PSD), dos vereadores: Yasmin Hachem (MDB), Rogério Quadros (PTB), Cabo Cassol (Podemos) e Anice Gazzaoui (PL). “Só quero pedir a Deus que abençoe sua família, dê muita saúde e vida longa”, disse Sampaio.

João Morales externou na tribuna: “Agradeço a Deus que trouxe essa pessoa para Foz, essa semente, que se transformou em uma linda árvore. Falar dessa singela homenagem, mas que tem muito valor, é falar de uma história, de momentos difíceis, dolorosos. Hoje celebramos esses anos de trabalho, fazer 40 mil casamentos não é para qualquer um. A função que ela exerceu nestes 40 anos, todo dia fazendo algo diferente na vida das pessoas. É buscar fazer durante esse tempo a transformação”.

A solenidade foi abrilhantada pela Banda do 34º Batalhão de Infantaria Mecanizado, sob a regência do 1º tenente Nivaldo Queiroz Ferreira, que tocaram as canções Stand by me e Tico Tico no Fubá. O Pergaminho foi entregue pelo presidente da Casa, Ney Patrício, em conjunto com o proponente João Morales. Também fizeram uma apresentação musical: Adriana dos Santos e Samuel Carlos, que entoaram a canção: Essência de Deus.

A congratulada, Nelci Oro, expôs seus agradecimentos: “Tenho grande carinho e estima por Foz. É difícil conter a emoção ao ser contemplada com esse título. A homenagem que recebo me faz com que me sinta acolhida, ainda mais. Esse título tem um significado ímpar e muito nobre para mim. Sempre me dediquei com amor e respeito a função que me foi dada, uma vez que a família é uma obra-prima de Deus, é sagrada. Sempre tive cuidado, para que independente de cultura ou credo, recebessem a mensagem. Todos os dias somos uma página em branco no livro da nossa vida. Agradeço a Deus por tudo e peço que continue me dando sabedoria. Muito obrigada pela presença de vocês e minha eterna gratidão a todos”.
 

História

Nelci é natural de Três Passos (RS) e em 1980, aos 21 anos, iniciou sua trajetória em Foz nos cartórios eleitorais, como escrivã eleitoral. Neste mesmo ano foi convidada pelo diretor do Fórum de Justiça para assumir o Juizado de Paz.

Ela completou 40 anos na função, somando total de 40 mil casamentos oficializados ao longo da carreira. Além de atuar como Juíza de Paz, desde 1993 se dedica à área ministerial e pastoral. Em 2007 foi ungida pastora. Em 7 de junho deste ano, Nelci recebeu o Prêmio Mulher Destaque, promovido pelo Legislativo Iguaçuense.