Cidades

Administração de Corbélia alerta pais para a vacinação de crianças

O prefeito de Corbélia, Dr. Giovani Miguel Wolf Hnatuw, alertou os pais e responsáveis de crianças para realizar a vacinação de crianças entre 5 e 11 anos. Durante o comunicado, o prefeito, que também é médico, atestou a segurança das vacinas e alertou a população para realizar o esquema de imunização. “Nós estamos com a vacinação para crianças de 5 a 11 anos no nosso município, com doses da Pfizer e da Coronavac. Essas duas vacinas já foram declaradas seguras pela  Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e por outros órgãos competentes. Estamos com a vacinação mundial acontecendo para essa faixa etária e com plena segurança”, destacou o chefe do Executivo. 
A vacinação de crianças foi autorizada pelo Ministério da Saúde e prevê um plano de imunização para diversas faixas de idade. Em Corbélia a imunização iniciou assim que as doses chegaram ao município, no entanto o índice de procura precisa aumentar levando em conta que as crianças retornaram às escolas e a possibilidade de contágio é maior neste período. O prefeito Giovani destaca que os pais precisam ficar atentos para levarem seus filhos até o local de imunização. “Precisamos aumentar o índice de imunização, não atingimos nem 20% do índice e nós precisamos fazer essa imunização em massa das nossas crianças para o retorno às aulas”, enalteceu o prefeito de Corbélia.
Diante dos baixos índices de vacinação, gestor convocou os pais para garantirem a imunização de suas crianças e auxiliarem na segurança de todos os munícipes. “Faço essa convocação e apelo aos pais e mães que se dirijam às unidades de saúde ou a secretaria de Saúde e busquem a vacinação para as nossas crianças, que estarão trazendo segurança não só para elas, mas para todos os familiares e idosos que estão próximos a elas. Eu faço esse apelo pela segurança da nossa população e para a proteção contra essa doença que está quase chegando ao fim, Aproveito para agradecer o empenho de toda a população que já se imunizou e peço ajuda para alertarem aos que ainda não se imunizaram”, finalizou Dr. Giovani.