Cidades

Moradores aderem ao Reurb para regularização de imóveis

Na noite de sexta-feira (18), os moradores de Esquina Céu Azul que não possuem as matrículas de seus terrenos reuniram-se no auditório da Escola Municipal Nereu Ramos para conhecer as vantagens da Lei do Reurb, que permite a regularização fundiária e possibilita a emissão das matrículas.
A condução da reunião foi da diretoria da Associação para o Desenvolvimento Habitacional Sustentável (Adehasc) e contou com a presença do prefeito Zado, da presidente da Câmara, Fabricia Bedendo, do subprefeito da comunidade, Paulinho Kaninoski, da diretora do Departamento de Habitação, Naiá de Moura, da chefe de Divisão de Engenharia, Dannyelle Gabbi de Lima, da fiscal de Postura, Cristiani Zucarelli,  além de representantes do Cartório de Registro de Imóveis.
Primeiramente, houve uma explanação sobre as condicionalidades da Lei Federal 13.465/2017, que oportuniza aos moradores, juntamente com a prefeitura e o cartório de registro de imóveis, a realização de todos os procedimentos para promover a regularização fundiária.
Na sequência, o prefeito Zado parabenizou a Secretaria de Planejamento por colocar em prática a Lei do Reurb e oferecer aos moradores a possibilidade da documentação de suas propriedades. “Muitas transações imobiliárias eram feitas somente por contrato e agora, o município juntamente com a Adehasc e Cartório de Registro de Imóveis que possui um papel muito importante neste processo, irá repassar as matrículas de cada imóvel”, comemorou.
Durante a reunião, também foi entregue o processo do Bairro Progresso para regularização de 29 terrenos, que será analisado pela Comissão do município e encaminhado para cartório para emissão das matrículas.
Além de estarem habilitados para acessar créditos imobiliários junto à instituições financeiras, por exemplo,  a regularização destas áreas permite que o município efetue novos investimentos em infraestrutura e com isso, melhore a qualidade de vida dos moradores.
Na terça-feira (22) e quarta-feira (23), representantes estarão recepcionando a documentação dos moradores na subprefeitura, durante todo o dia. Em Santa Helena diversas áreas habitacionais serão contempladas e novas reuniões estão agendadas para as próximas semanas.