Cidades

Lote Social: projeto tem avanços em Toledo

Os trâmites para a implantação do Loteamento Cristo Rei, o primeiro a integrar o Programa Lote Social, continuam em andamento. Nesta quinta-feira (31), a administração municipal publicou no Diário Oficial o Decreto Nº 415/2022 declarando de utilidade pública às áreas que serão afetadas com o prolongamento da Rua João Orestes Ruaro, via que dará acesso ao novo residencial, na região dos bairros Fachini e Orquídeas.

Integrante do Plano de Governo, o programa tem o intuito de levar à população inscrita no cadastro habitacional da Secretaria de Planejamento, Habitação e Urbanismo e renda familiar total de até cinco salários mínimos, terrenos com preços acessíveis e até dez anos para pagamento. O Decreto, segundo o prefeito Beto Lunitti, permite ao governo municipal realizar a negociação das áreas junto aos proprietários e avançar na urbanização do Cristo Rei.

A publicação demonstra o interesse da administração municipal em dar celeridade à execução do programa com formato inédito no Brasil. Essa inovação levou o vice-prefeito, Ademar Dorfschmidt, a vários municípios para apresentar o projeto. “Este é um projeto habitacional revolucionário. Vamos contemplar as pessoas com terreno para a construção de uma moradia digna. Este decreto publicado hoje é mais uma demonstração de que queremos e vamos fazer”, comentou.

Ainda sobre o Lote Social, Beto Lunitti comentou que é um projeto que vai facilitar a construção de moradia para quem precisa, mas vai além. “Vai também movimentar a economia, proporcionando um aumento na comercialização de de construção e emprego para quem precisa trabalhar. É um conjunto de ações importantes que se conectam. É a economia a serviço da vida. O Lote Social é um marco para esse governo, uma inovação que temos o compromisso de fazer dar certo”, afirmou.