Cidades

Foz do Iguaçu: contrato do novo Estarfi é homologado

O Instituto de Transporte e Trânsito - Foztrans homologou a licitação para o novo serviço do Estacionamento Regulamentado de Foz do Iguaçu (Estarfi). A medida permite a assinatura do contrato e iniciar a fase de implantação do novo sistema de fiscalização embarcada (OCR), em substituição aos antigos parquímetros, reduzindo pela metade os custos aos cofres públicos.

O diretor-superintendente do Foztrans, Licério Santos, adianta que já nos próximos dias entra em operação o novo sistema, que utiliza veículos com câmeras e fiscais de acompanhamento. "A implantação do sistema vai dar prazo para as pessoas se regularizarem 100%, com possibilidade de pagamento em dinheiro, em pix ou com cartão", disse.

De acordo com Licério, o novo sistema é mais moderno e sem a necessidade do custo dos parquímetros. "O município pagava em torno, só com aluguel de parquímetro, aproximadamente R$ 130 mil por mês, e este custo foi reduzido para R$ 62 mil (menos da metade)", informou em entrevista à Rádio Cultura.

Para facilitar o acesso ao novo sistema, o Foztrans pretende colocar ao menos 50 pontos de vendas, em todas as áreas que tem acesso de turista. "Vamos disponibilizar a venda de crédito, inclusive em parcerias com as locadoras do Aeroporto de Foz do Iguaçu e, quando a pessoa faz uma compra (aluguel de carro), já sabe que existe um sistema de parquímetro na cidade".

Os veículos utilizados na fiscalização são dotados de cinco câmeras que permite uma leitura de 360 graus. "O número de veículos utilizados vai depender da demanda. Hoje, Foz do Iguaçu tem três regiões com parquímetro, mas o plano é aumentar as regiões, atendendo pedidos de moradores, empresários, associação de comerciantes".

"O sistema vai permitir uma maior rotatividade nas vagas de estacionamento, atendendo melhor as necessidades dos clientes do comércio", ressaltou. O diretor do Foztrans afirmou que as cerca de 40 monitoras do antigo Estarfi (hoje não é cobrado), irão continuar trabalhando. "Nesta fase elas estão fazendo treinamento do novo sistema", comentou.

Preparação

O novo Estarfi será operado por aplicativo de celular e terá apoio de estabelecimentos comerciais das vias onde funcionam as vagas rotativas. O modelo, estudado por técnicos do Foztrans, vai agilizar os pagamentos e reduzir os custos aos usuários.

O antigo contrato venceu em meados de dezembro de 2021 e desde então não é cobrado dos usuários das vagas regulamentadas. O novo sistema ajudará no controle do estacionamento, mas não irá emitirá multas, apenas um aviso prévio de irregularidade para o pagamento dentro de sete dias.

O serviço estará conectado com o sistema dos órgãos de segurança, que vão identificar as placas de veículos que tenham sido denunciados como furtados. Antes de ser implantado, o novo sistema foi apresentado a empresários e comerciantes das áreas onde o estacionamento já é regulamentado.