Cidades

Mais linhas de transporte coletivo são anunciadas em Foz

No momento em que completa um mês de operação da nova empresa, o Instituto de Transportes e Trânsito de Foz do Iguaçu - Foztrans anuncia o retorno de quatro trechos no transporte coletivo urbano, que haviam sido suprimidos pelo antigo consórcio de prestação do serviço. 

A ordem de serviço para a volta da linha 107/65 e reforço das linhas 350, 320, 250 e 210 já foi emitida para a Viação Santa Clara, que opera o transporte coletivo por meio de uma contratação emergencial. De acordo com o diretor superintendente do Foztrans, Licério Santos, a linha 107/65 - Jd. Itaipu/Universitário começa a operar na segunda-feira (18). Os reforços das demais linhas acontecem no decorrer da semana, conforme a chegada de novos veículos da frota. 


A Viação Santa Clara iniciou a operação do serviço em Foz com um contrato emergencial de um ano, mantendo a passagem em R$ 4,10. A mudança foi encaminhada após a prefeitura decretar a caducidade do antigo contrato devido a irregularidades na prestação do serviço. O município possui uma comissão trabalhando para uma nova licitação do serviço.

"Foram 30 dias com bastante trabalho que serviram para fazermos uma análise geral para identificar as demandas das pessoas", disse Licério Santos. Desde a primeira semana, segundo ele, já foram tomadas medidas para melhorar a qualidade dos serviços prestados, uma vez que foram feitas muitas mudanças em virtude da pandemia, boa parte delas não autorizada pela administração municipal. A expectativa é que nos próximos dias todas as questões sejam sanadas.

"Tivemos neste período, em cada uma das semanas, o aumento de reforço de linhas, de quatro a sete ônibus em cada semana, que deram uma melhora sensível no atendimento à população", afirmou. A nova empresa iniciou os trabalhos no dia 13 de março, com 70 veículos. Hoje estão disponíveis 83 ônibus para o serviço, sendo que 74 estão em operação - 35 deles possuem ar condicionado. 

O Foztrans está acompanhando diariamente a operação da empresa e ouvindo as demandas dos usuários, feitas por meio da Central 156 - telefone 156 e aplicativo 156 Foz. 

Potencial de transporte

O sistema atual transporta em média 39 mil passageiros por dia, informou Licério. A demanda deverá aumentar nos próximos dias, adiantou. "Emitimos mais uma ordem de serviço importante para atender a linha 107, no bairro Itaipu, a 65 para fazer o reforço do Jardim Universitário, atendendo os estudantes da Unioeste e Unila, além da volta do 210 da Vila A até o centro e também do 350".

Uma das dúvidas mais frequentes dos usuários, no início, era com os cartões do transporte. "Desde que começou a bilhetagem, todos os cartões podem ser reativados normalmente e já estão funcionando", adiantou Licério. O Foztrans articula outros locais de recarga, que é feita no próprio terminal e em algumas lojas. A intenção é voltar com os pontos nos bairros, chegando entre 30 e 35.

Audiências

Assim que entrou em vigor a contratação emergencial, o prefeito Chico Brasileiro determinou a criação de uma comissão que está estudando a nova licitação do transporte coletivo de Foz do Iguaçu. O grupo, de acordo com Licério Santos, é formado apenas por servidores, mas é aberto para chamar o Conselho de Transporte e todos os entes envolvidos na questão, para discutir o serviço.

A comissão mantém uma média de duas reuniões semanais e deverá realizar, a partir do mês de maio, audiências públicas em conjunto com a Câmara Municipal para discutir diretamente com usuários, as melhorias necessárias para o sistema. A intenção é utilizar o modelo do Orçamento Participativo e realizar encontros nas regiões mais importantes do sistema, para ouvir e incluir, de fato, os anseios da população.