Cidades

Em Maringá foi organizado desfile em comemoração ao aniversário da cidade

Milhares de pessoas lotaram as arquibancadas e as calçadas da avenida Tiradentes nesta segunda-feira em que a Prefeitura organizou o Desfile em Comemoração aos 75 anos de Maringá. O Desfile Alegórico foi apresentado por instituições artísticas, educacionais, associações sem fins lucrativos e órgãos públicos e privados. 

O objetivo foi levar ao público um espetáculo com formas, cores e movimento para contar um pouco do como é fazer parte de Maringá. Uma cidade planejada e construída com muitas “mãos”. Por isso o tema: Construímos Juntos”. A Secretaria da Cultura contratou diretamente 30 artistas de Maringá, além de outros 50 que atuam indiretamente no evento.

O local do desfile foi estratégico. Realizar o evento na avenida Tiradentes foi uma das formas de a Prefeitura de Maringá prestar homenagem ao Jubileu de Ouro da Catedral de Maringá, inaugurada em 1972. Em seu discurso, o Prefeito Ulisses Maia enfatizou que o desfile mostra a grandeza de Maringá e o valor das pessoas, além de apresentar os esforços da Prefeitura em continuar construindo uma cidade humanizada e inclusiva.

Estiveram presentes, além de Ulisses Maia, o vice-prefeito, Edson Scabora; deputados Federais Enio Verri, Luiz Nishimori e Ricardo Barros; deputada estadual, Maria Victoria; representando a Câmara Municipal, Mario Verri e os vereadores Ana Lucia, Alex Chaves, Biazon, Bravin, Dr. Manoel, Altamir da Lotérica, Flavio Mantovani e Sidnei Telles; o delegado-chefe da Polícia Civil, Adão Rodrigues; tenente coronel do Corpo de Bombeiros, Fabio Azevedo; capitão Alcimar, comandante da Companhia Ambiental Força Verde; major França, do Quarto Batalhão da PM; e o comandante do Terceiro Comando da PM, Tenente Coronel Carlos Alberto Rodrigues Assunção.

 

Comissão Abre Alas

Maringá é a junção de muitos povos. Muitos emigrantes e migrantes ajudaram a planejar e construir nossa cidade. A comissão Abre Alas demonstrou de forma simbólica a união destes povos que ajudaram a constituir nossa cidade, a melhor do Brasil para viver. 

O minicarro “O passado” apresentou utensílios e ferramentas que foram utilizados pelos pioneiros desde o início da história de Maringá. Os objetos rementem a este tempo que não volta, mas que fica eternizado nas memórias e no coração dos maringaenses nestes 75 anos de história.

Outro veículo apresentado no desfile é o caminhão. Trata-se de um dos símbolos do desbravamento da região. Os caminhões romperam estradas cobertas de pó e lama para trazer e levar os mais diversos produtos e serviços necessários ao desenvolvimento dessa terra, principalmente a madeira e o café. 

Os caminhões trouxeram milhares de mudanças das pessoas que migraram para Maringá. Elas estão representadas no “Bloco dos Pioneiros”. Desta forma, a Prefeitura reverenciou os homens, mulheres e crianças que com espírito de bravura, aqui chegaram para iniciar essa jornada de sucesso e construir Maringá como ela é hoje. 

O maior símbolo dos pioneiros é “O Desbravador”, que também foi representado no desfile. Criado pelo escultor Joaquim Henrique Aragão, ficou conhecido como “Peladão”. A escultura mostra a força de uma geração que chegou para plantar todas as sementes que se transformaram em frutos abençoados que compõem Maringá. 

Lavadeiras e cafeicultores foram lembrados no desfile por alunos da rede municipal de ensino, organizados pela Secretaria de Educação. São duas figuras históricas de grande importância e simbolismo do espírito maringaense. 

Em 1954 começava na cidade a história do transporte ferroviário, lembrado no desfile pelo minicarro Maria Fumaça. A locomotiva 608 é o principal símbolo dessa época em que produtos e viajantes chegavam e partiam de todos e para todos os cantos de nosso país. O “Bloco dos Maquinistas” prestou homenagem aos homens que dirigiam as locomotivas. Outro bloco, “dos Viajantes”, lembrou as pessoas que rodavam por nossas estradas para vender seus produtos. Muitos construíram suas vidas em Maringá e foram homenageados pelos alunos das escolas municipais. 

O futuro foi representado no desfile pelas crianças. E também pela tecnologia, com os carros alegóricos “O Robo do Futuro” e o “Minicarro O Futuro”. As mulheres também foram lembradas, inclusive por serviços ofertados Patrulha Maria da Penha.

 

Carro alegórico Cidade Canção

O Carro Alegórico “Cidade Canção” prestou homenagem à música de Joubert de Carvalho. Em geral, os músicos fazem poesia em homenagem a cidades. No caso de Maringá foi o inverso, a canção se transformou em cidade. Desta forma, a música está intimamente ligada à história de Maringá. Por isso, a Prefeitura apresentou o Bloco Notas Musicais. A cidade, com nome musical, ganhou força e seu nome percorre o mundo despertando simpatia e admiração. 

O desfile também lembrou os instrumentos musicais, a literatura, o teatro, as fanfarras, a dança, o cinema, o circo e a cultura popular (em especial o Bumba Meu Boi). 

Muito da fama de Maringá se deve ao fato de a cidade ter sido planejada nas pranchetas do arquiteto Jorge de Macedo Vieira. O plano urbanístico extremamente moderno foi lembrado no Carro Alegórico - Cidade Planejada.

O desfile prestou homenagem também ao Parque do Ingá, uma das áreas preservadas graças ao planejamento de Maringá. E que se transformou em local de passeio dos maringaenses pela intervenção do prefeito Adriano Valente.

O Bloco da Fauna e da Flora mostrou que o meio ambiente é levado a sério em Maringá. Tanto que conquistou o título de Cidade Árvore do Mundo. Várias espécies de animais são símbolos deste lugar e estão intimamente ligados ao cotidiano do maringaense. 

 

Carro Alegórico Catedral

O maior simbolo arquitetônico e turístico de Maringá está completando 50 anos de inauguração e foi homenageado no desfile. A Catedral Metropolitana Basílica Menor Nossa Senhora da Glória foi projetada pelo arquiteto José Augusto Belucci com arquitetura moderna e arrojada. A figura de Dom Jaime Luiz Coelho, o primeiro arcebispo de Maringá também foi lembrada. Ele foi visionário ao planejar e construir, com apoio da comunidade, essa imponente e importante obra.  

 

Esporte e lazer

O esporte e o lazer são valorizados em Maringá e foram lembrados durante o desfile. A Prefeitura apoia associações esportivas e desenvolve atividades que têm como objetivo oportunizar a prática de atividades físicas, esportivas e de lazer para toda a população maringaense. Diversos paratletas desfilaram, simbolizando o apoio que eles recebem do Município.

O bem-estar e qualidade de vida de uma população é demonstrada também pelas condições de mobilidade urbana que são ofertadas. Maringá possui uma rede considerável de ciclovias o que possibilita que uma parcela significativa da população utilize a bicicleta como meio de transporte, seja para o trabalho ou lazer. Integrantes de inúmeras associações e grupos de ciclistas foram representados no desfile.

Também estiveram presentes no desfile as instituições Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais - Apae; Projeto Cultivar, da Cocamar/Apae; Universidade da Terceira Idade/Unat/UEM; Guarda Municipal, Secretaria de Mobilidade Urbana, Quarto Batalhão da Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Polícia Florestal, Samu, Tiro de Guerra, 4º Colégio da Polícia Militar, Nona Subdivisão Policial de Maringá, Colégio Vila Militar Feitep e Grupos escoteiros Novo Horizonte 195 e Verde Canção 47, Associação Cultural Teuto Brasileiro de Maringá.