Educação

Curitiba e região metropolitana: Educação Financeira: projeto para as crianças e adolescentes “João e o Porquinho Mágico”

Elementos característicos do circo, teatro e dança fazem parte do espetáculo cênico sobre Educação Financeira que será apresentado em live gratuita, quarta-feira (22), para as crianças e adolescentes de Curitiba e região metropolitana. Na ação educativa, que começa às 15h30min, será apresentada a peça “João e o Porquinho Mágico”, com duração de 45 minutos.

A live

Será transmitida pelo canal YouTube do Espaço Sou Arte. Orientar crianças e adolescentes sobre o melhor comportamento no que diz respeito a finanças pessoais é o objetivo do projeto que também busca despertar o interesse do público alvo em aplicar os conhecimentos adquiridos e a desenvolver novos comportamentos acerca da melhor utilização das finanças no dia a dia.

Curitiba será a quarta cidade a receber o projeto desenvolvido através da Lei de Incentivo à Cultura, por meio do Ministério do Turismo/Secretaria de Cultura/Governo Federal. Até o final do mês, a live será apresentada em outras dez cidades do Paraná e do Pará.

No espetáculo são abordados assuntos referentes a finanças pessoais e sua aplicação em situações diárias, de forma lúdica e divertida, direta e objetiva, com linguagem de fácil entendimento do conteúdo por diferentes faixas etárias. Cenários, figurinos e adereços temáticos complementam e dão magia a produção.

“João e o Porquinho Mágico” será apresentado pela Associação Sou Arte (ASA), companhia da cidade de Campo Mourão, há 17 anos em atividade, com intensa atuação em todo o Paraná e também nos vizinhos estados de Santa Catarina, Rio Grande do Sul, São Paulo e Mato Grosso do Sul.

O Espetáculo

A história se passa no Sítio da Fartura, um lugar simples e lar do menino João e de seus pais, que produzem frutas e verduras. Apesar da dura labuta diária, os pais já não sabem o que fazer para conseguir pagar as contas e pensam até em vender parte da propriedade.

Tudo começa a mudar com uma visita de em agente da cooperativa de crédito a escola frequentada por João para ministrar uma aula sobre educação financeira. Ao final da aula, João e seus colegas ganham um cofrinho e uma cartilha com orientações de como organizar a vida financeira. A partir daí, o menino – junto com o galo Gesonel e o porquinho mágico - passam a ajudar os pais na tarefa de manter a propriedade e sanar as dívidas do Sítio Fartura.

O projeto de “Educação Financeira” tem como executora a Associação Sou Arte de Campo Mourão e patrocínio do SICOOB. Trata-se de uma realização do Ministério do Turismo, através da Lei de Incentivo à Cultura/Secretaria de Cultura – Governo Federal.