Noticias

Secretaria comemora redução de mortalidade infantil em Toledo

Desde o início de 2013 a Secretaria de Saúde tem trabalhado no enfrentamento à mortalidade infantil em Toledo. Os índices considerados elevados em 2012 voltaram a crescer no primeiro quadrimestre deste ano - quadro registrado em todo o estado. Com diversas ações de capacitação dos profissionais da Atenção Básica e conscientização, o município conseguiu reduzir de 14.8 para 9.8 a cada mil nascidos vivos. De janeiro a abril foram registrados em Toledo 10 óbitos. Após o fortalecimento das ações, nos últimos quatro meses o número foi de três óbitos. “Realizamos ações de enfrentamento a mortalidade infantil nos últimos dois meses, com foco na capacitação dos profissionais e pretendemos dar continuidade a essas ações. Hoje estamos com 13 casos. Já tivemos uma redução de 33,8% a cada mil nascidos vivos”, comentou a secretária de Saúde Denise Campos. Segundo ela, a Secretaria de Saúde pretende fortalecer ainda mais o enfrentamento à mortalidade infantil. “Queremos reduzir cada dia mais o número de casos, a exemplo da mortalidade materna, que não temos registros. Para isso, vamos continuar a fortalecer as ações da Atenção Básica que é a principal responsável pelos atendimentos e pré-natal”. ATENÇÃO BÁSICA O sucesso da redução da mortalidade infantil em Toledo, também é atribuído a ampliação da Estratégia Saúde da Família (ESF), acompanhamento médico durante a gestação, além da divulgação do programa de imunização infantil, controle da desnutrição e sobrepeso em parceria com outras entidades e órgãos e ao estímulo do aleitamento infantil e parto natural. Com a redução o município segue a tendência nacional. Segundo relatório da ONU, em 1990, a taxa de mortalidade infantil no Brasil era de 62 mortes por mil nascidos vivos. Em uma geração, o País reduziu a mortalidade infantil em mais de 3/4, para 14 mortes por mil nascidos vivos. AÇÕES DE ENFRETAMENTO No início de julho a Secretaria de Saúde, por meio do Departamento de Vigilância em Saúde do município, promoveu uma capacitação sobre a Vigilância do Óbito Infantil e Fetal. A ação foi direcionada aos representantes das 22 Unidades Básicas de Saúde (UBS’s) e aconteceu na Escola de Administração Pública Municipal (Escola de Governo). O objetivo foi mapear as necessidades e promover ações de melhoria dos índices, desde o serviço da Atenção Básica nas UBS’s até a maternidade. Já no início de agosto, a Secretaria promoveu um novo encontro de capacitação para enfrentamento da mortalidade infantil em Toledo. A medida ocorreu devido ao aumento dos índices – de 10.56% para 14.8% - no primeiro quadrimestre do ano. O quadro preocupante foi registrado em todo o estado, e com base nisso, o município promoveu ações de melhoria dos índices, desde o serviço da Atenção Básica nas Unidades Básicas de Saúde (UBS’s) até a maternidade. A ação contou com uma segunda etapa no fim do mês. Desta vez, o tema abordado foi à estratificação de risco das crianças menores de um ano.